Rimedi naturali - Resumo de biologia: Fungos, Vírus e Bactérias (Parte 2)

Posted on

As evidências sugerem que pode ajudar a tratar vermes intestinais, úlceras, infecções por fungos e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

O óleo de coco tem propriedades antimicrobianas, que ajudam a combater o causador de indigestão por bactérias, fungos e parasitas e  tem sido utilizado para prevenir e curar a cândida. Contém ácido málico que combate infecções bacterianas e de fungos na pele, ajuda a remover os depósitos de ácido úrico. Diversas espécies de fungos do gênero Penicillium produzem antibióticos que têm a propriedade de combater infecções causadas por vírus, bactérias e outros fungos. Foram identificadas mais de 1.000 vias, demonstrando o enorme potencial dos fungos para produzir uma extensa variedade de químicos naturais e bioativos que podem ser usados como produtos farmacêuticos. Para além de que podem inibir a proliferação de bactérias, fungos e vírus. Seus óleos essenciais são poderosos no combate a vírus, bactérias e fungos. Equinácia Ajuda a combater bactérias, vírus, fungos e outros micróbios causadores de doenças. Folhas de oliveira Elas têm uma incrível capacidade de destruir uma grande variedade de vírus, fungos e bactérias. 24.Toranja (extracto) Extracto de toranja, há muito tempo que se sabe ser um bom inimigo contra bactérias, fungos e vírus.

Grupo de cientistas mostrou que os fungos causadores da doença em formigas são impedidos de se reproduzir por um outro grupo de fungos

  • 3 gotas de óleo essencial de melaleuca
  • 1 pedaço de algodão

O mesmo se diz de diarreia, eczema e infecções de pele por fungos.

É excelente para combater bactérias e fungos, tratar a pele, reforçar o sistema de defesas e curar gripes e resfriados. Além de eliminar bactérias, hoje em dia, com as novas descobertas, os agentes químicos oriundos dos fungos podem até fazer regular o colesterol. Na verdade, existem mais de 50.000 espécies diferentes de fungos no ambiente. Existem muitos fungos que podem viver na sua pele por anos sem causar qualquer problema. No entanto, às vezes, certos fatores podem causar o crescimento de fungos, e isso pode levar a uma infecção fúngica. Infecções fúngicas na pele são geralmente categorizadas por diferentes tipos de fungos, causando o problema na parte do corpo afetada, dependendo da gravidade da infecção. Vários fatores podem contribuir para aquisição de infecção por fungos, incluindo um efeito colateral de antibióticos e um sistema imunológico enfraquecido. Alguns remédios de ervas simples podem destruir os fungos causando a infecção, bem como reduzir a intensidade dos sintomas. Chá de árvore de petróleo tem compostos antifúngicos naturais que ajudam a matar os fungos que causam infecções fúngicas.

Conheça as infecções causadas por fungos mais comuns nas crianças

  • Canditrat.
  • Colpatrin.
  • Fluconazol.
  • Gynazole-2.
  • Gyno-Icaden.
  • Micozen.
  • Nitrato de Isoconazol (creme vaginal).
  • Nitrato de Miconazol (creme vaginal).

Os taninos no chá podem ajudar a matar os fungos responsáveis por infecções fúngicas.

A levedura infecção vaginal ocorre quando há crescimento excessivo de leveduras, microrganismos (fungos) naturalmente presentes na vagina. Por contras, se ele parece ser sua primeira infecção por fungos, consulte o seu médico antes de tentar qualquer tratamento. Tipos comuns incluem o seguinte: Infecções da pele podem ocorrer em quase qualquer área do corpo, mas elas são mais comumente encontradas em regiões intertriginous. Os sintomas das micoses cutâneas ou fungos de pele variam de acordo com a área afectada e com o fungo responsável pela infecção. O tipo e a duração do tratamento das micoses cutâneas ou fungos de pele varia de acordo com o local de infecção e com o agente responsável. Os dermatófitos são fungos da pele contraídos pelo contacto com animais ou com outras pessoas, pela partilha de toalhas, etc. Abaixo estão descritos os sintomas da infecção por fungos dermatófitos mais comuns e as opções de tratamento. O tratamento dos fungos da pele varia de acordo com o tipo de microrganismo de origem fúngica responsável, com a extensão da área afectada e com a localização. Funciona de forma eficaz e elimina rapidamente os fungos responsáveis pela infecção.

As infecções cutâneas causadas por fungos são conhecidas popularmente como micoses, estas podem ser classificadas em diferentes tipos, a depender da área a afetada.

  • Tratamento: Diflucan 150 para a candidíase vaginal ou balanite ou Diflucan para a candidíase na pele.

Isto deixa o corpo sem defesas contra bactérias e fungos perigosos, tal como a levedura de crescimento rápida candida albicans.

A candidíase é uma das muitas doenças que a diabetes pode facilitar, além disso, as mulheres diabéticas têm mais susceptibilidade para ter infecções fungais. A onicomicose, como se conhece cientificamente a infecção causada por fungos nas unhas, é uma condição que afeta as unhas que estão lesionadas ou expostas com frequência a ambientes úmidos. O alho é um dos antimicrobianos naturais mais eficazes em relação ao tratamento dos fungos nas unhas. O iogurte natural conta com cultivos ativos de bactérias que alteram o ambiente do qual os fungos precisam para se proliferarem. Ao contrário de antigamente, quando sua produção era realizada apenas por fungos e bactérias, hoje, o homem já é capaz de produzir antibióticos sintéticos. O uso do Fluconazol é indicado para doenças causadas apenas pelos fungos especificados, sendo o método mais comum para o tratamento dos variados tipos de candidíase. A maioria dos antibióticos utilizados são produzidos por bactérias do gênero Streptomyces e alguns por fungos do gênero Penicilliume Cephalosporium. Para mais informações, consultar área de trabalho Resistência aos Antimicrobianos do Departamento de Doenças Infecciosas Alguns fungos produzem compostos capazes de matar bactérias (substâncias bactericidas). A bactéria mais presente nesse órgão, chamada Lactobacillus acidophilus, é responsável por manter a flora vaginal equilibrada e impedir o crescimento de bactérias e fungos nocivos à vagina. As principais fontes de antibióticos usados hoje em clínica são produtos naturais: fungos (Penicillium produtor de Penicilina) ou bactérias. Logo, perante bactérias resistentes, as infecções podem tornar-se mais difíceis de tratar, o que significa que os antibióticos podem deixar de ser eficazes quando realmente precisarmos deles. Ela têm uma incrível capacidade de destruir uma grande variedade de vírus, fungos e bactérias. Porém, alguns médicos também podem indicar o uso de um antibiótico mesmo antes dos resultados dos exames, já que a infecção com bactérias é a mais comum. As infecções da pele causada por fungos parasitas são as chamadas micoses. Os agentes causadores das infecções fúngicas da pele são, obviamente, fungos de diferentes espécies. Por isso, algumas pessoas adquirem as infecções causadas por fungos após serem medicadas com antibióticos, ou seja, a população de bactérias benéficas diminui e a proliferação dos fungos aumenta. Já o creme indicado para candidíase vaginal tem seu princípio ativo o clotrimazol, substância antimicótica, que se propõe a tratar infecções causadas por fungos nas áreas genitais. Fleming notou que ao redor destes fungos não existiam bactérias, o que o levou a descobrir a penicilina, uma substância bactericida produzida por estes seres.